Morte nas estradas cai 13% e lei seca autua 611 em SP

Segundo dados do governo do Estado, 27 pessoas morreram e número de motoristas autuados por embriaguez quase triplicou; carnaval foi o primeiro com legislação mais rigorosa

Juliana Deodoro, de O Estado de S.Paulo

13 de fevereiro de 2013 | 12h09

O primeiro carnaval com lei seca mais rigorosa registrou queda no número de mortes e aumento do registro de motoristas autuados por embriaguez nas rodovias paulistas, segundo balanço anunciado nesta quarta-feira, 13, pelo governador Geraldo Alckmin.

 

O número de vítimas fatais e não fatais diminuiu. Foram 27 mortes nas estradas durante o carnaval, contra 31 em 2012, diminuição de 13%. As vítimas não fatais passaram de 1108 para 472 neste ano.

 

Já os números de apreensões de carteiras de habilitação, autuações por dirigir bêbado e flagrantes por embriaguez aumentaram. Em 2012, 244 carteiras foram recolhidas e neste ano, 561. O triplo de motoristas foi submetido ao teste do bafômetro: de 2500 para 7500. Os flagrantes por embriaguez aumentaram na mesma proporção. Em 2012 foram 46 e em 2013, 138.

 

Ao todo, 611 motoristas foram autuados por dirigirem após beber, contra 214 em 2012. Para o governador, o números foram a "boa notícia do carnaval". "Tivemos menos mortes e menos vítimas, e, por outro lado, maior fiscalização", afirmou.

Campinas. Dez pessoas foram presas por dirigirem alcoolizadas nas rodovias Anhanguera e D. Pedro I, na região de Campinas, interior de São Paulo, durante o fim de semana prolongado de carnaval. Outros 28 motoristas foram multados pela Polícia Militar Rodoviária por dirigirem alcoolizados entre a sexta-feira, 8, e a noite desta terça-feira, 12, durante a Operação Carnaval.

Até o final da tarde desta quarta-feira, 13, a Polícia Rodoviária deve divulgar o balanço completo das operações nas estradas do interior de São Paulo, na região de Campinas, durante o carnaval, após o início das novas regras da Lei Seca, que tornaram mais rígidas as blitze nas rodovias e cidades do Estado.

Os motoristas detidos excederam o limite de 0,30 miligramas de álcool por litro de ar expelido no bafômetro.

Tudo o que sabemos sobre:
carnaval 2013

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.