Morte de médica pode ter sido por vingança

A Polícia Civil do Rio trabalha com as hipóteses de latrocínio e vingança para a morte da pediatra Sônia Maria Stender, de 61 anos, morta a tiros anteontem ao sair de um hospital na Penha, zona norte da capital fluminense. Os atiradores não levaram nada. No sábado, ela teria sido ameaçada pelo pai de um paciente. O homem teria dito que aquele seria seu último plantão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.