Morte de cabo Bruno causa repercussão nas redes sociais

Trinta e quatro dias depois de sair da prisão, ex-militar foi morto a tiros no interior de SP

O Estado de S.Paulo,

27 Setembro 2012 | 09h22

A morte do ex-policial militar Florisvaldo de Oliveira, mais conhecido como cabo Bruno, ocorrida no final da noite desta quarta, 26, tem causado repercussão entre os internautas das redes sociais nesta quinta, 27. Trinta e quatro dias depois de sair da prisão, cabo Bruno foi morto a tiros na porta da casa onde morava, no bairro Quadra Coberta, em Pindamonhangaba, no Vale do Paraíba, interior de SP.

Florisvaldo de Oliveira ficou conhecido por liderar um grupo de extermínio na década de 1980 na capital paulista. Acusado de ter matado mais de 50 pessoas, ele ficou encarcerado por 27 anos. Ao sair da cadeia, se tornou pastor evangélico.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.