Morte de aluna em sala de aula causa comoção nas redes

Mulher tinha arritmia cardíaca e não tomava mais remédios; colegas sugerem omissão de socorro

Estadão.com.br,

24 de agosto de 2012 | 13h11

A morte da estudante Angelita Pinto, de 28 anos, aluna do 1º semestre do curso de Ciências Contábeis do câmpus Itaim Bibi da Faculdades Unidas Metropolitana (FMU), na zona sul de São Paulo, causou comoção nas redes sociais nesta sexta, 24.

Segundo o marido da vítima - que sofria de arritmia cardíaca e não tomava mais remédios após orientação médica - ela teria agonizado por cerca de 40 minutos até ser atendida pelo Samu na noite da última quinta. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo, o serviço teria levado 19 minutos para chegar ao local. O caso está sendo investigado pela polícia, para saber se houve omissão de socorro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.