Morre vítima de agressão na Parada Gay de São Paulo

Marcelo Campos Barros, de 35 anos, estava internado inconsciente na UTI desde o dia do evento

Elvis Pereira, da Central de Notícias,

17 Junho 2009 | 19h05

reu nesta quarta-feira, 17, uma das vítimas de agressões na 13ª edição da Parada LGBT, ocorrida no domingo, 14, em São Paulo. Os médicos da Santa Casa de Misericórdia confirmaram a morte de Marcelo Campos Barros, de 35 anos, às 18h20.

 

Avenida Paulista é 'inadequada' à Parada Gay, diz Kassab

 

Ele estava internado inconsciente na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) desde o dia do evento. Barros havia sofrido traumatismo craniano e respirava com a ajuda de aparelhos. Ao todo, o hospital atendeu 44 pessoas agredidas na parada. As outras 43 já receberam alta.

Mais conteúdo sobre:
parada gay

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.