Morre soldado da PM atropelado por bandidos em Diadema, Grande ABC

Policial, lotado na Rocam, estava internado desde o dia 14 no Hospital das Clínicas, na capital

Ricardo Valota, O Estado de S.Paulo,

28 Agosto 2012 | 02h07

SÃO PAULO  - Internado desde o último dia 14 no Hospital das Clínicas, na capital paulista, após ser atropelado por bandidos em fuga, o soldado PM Fábio André da Silva Monico, de 32 anos, morreu, nesta segunda-feira, 27. O corpo é velado desde as 23 horas na Igreja de Cristo, no bairro Paecara, no Distrito de Vicente de Carvalho, em Guarujá, litoral sul paulista, e será enterrado nesta terça-feira, 28, no Cemitério Distrital de Vicente de Carvalho, no Parque Estuário Vicente de Carvalho, na mesma cidade.

 

Lotado na Força Tática do 24º Batalhão e atuando pelas Rondas Ostensivas com Apoio de Motocicletas (Rocam), o policial militar foi atropelado por ocupantes de um Corsa cinza, com queixa de roubo, na manhã do dia 14 em Diadema, no Grande ABC. O veículo, ao passar pelo farol vermelho na Avenida Presidente Kennedy, foi perseguido e cercado pelos policiais na Rua Porto Príncipe, onde o criminoso ao volante resolveu acelerar e atingiu uma das motos da PM, ferindo gravemente na cabeça o soldado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.