Morre mulher baleada em posto de saúde; polícia investiga se tiro foi dado por PM

A Polícia Civil do Rio investiga se o tiro que matou a dona de casa Cláudia Lago de Souza (foto), de 33 anos, em um posto de saúde em Coelho Neto, na zona norte do Rio, foi disparado por um policial militar. Ela foi feita de escudo humano por um bandido perseguido por PMs na terça-feira e levou um tiro no abdômen. Cláudia morreu ontem. Dois policiais que participaram diretamente do tiroteio no posto ficarão afastados das ruas durante as investigações.

O Estado de S.Paulo

06 Setembro 2012 | 03h04

Tudo começou quando PMs sentiram cheiro de maconha vindo de um Gol e perseguiram o carro. O motorista foi baleado e morreu. O comparsa invadiu o posto. Saiu de lá pelos fundos, sequestrou um ônibus com 40 alunos e conseguiu fugir.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.