Morre mulher baleada em posto de saúde durante tiroteio entre policiais e bandidos

Vítima de bala perdida após confronto entre policiais e dois bandidos em um posto de saúde no Rio, Cláudia Lago, de 33 anos, morreu na madrugada de ontem no Hospital Carlos Chagas. Cláudia foi atingida no abdômen após os dois bandidos em fuga invadirem o Posto de Atendimento Médico Coelho Neto, na tarde de terça-feira. Ela havia levado o filho para uma consulta.

O Estado de S.Paulo

06 de setembro de 2012 | 03h06

A perseguição começou às 14h30 de terça-feira, quando os policiais viram os suspeitos em um carro roubado. Um dos bandidos foi baleado pela polícia e morreu. O outro sequestrou um ônibus escolar com 40 crianças e obrigou o motorista a levá-lo a uma favela no Morro da Pedreira, onde desceu e fugiu.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.