Morre médico agredido por ladrões no carnaval

Vítima de agressões de dois assaltantes na saída de um camarote do Circuito Dodô (Barra-Ondina) do carnaval de Salvador, na noite de sábado, o médico Márcio Souza Espínola Ramos, de 45 anos, morreu na noite de anteontem, no Hospital Santa Izabel. Ramos havia deixado o camarote com um amigo e andado até o bairro vizinho do Rio Vermelho, para pegar um táxi. Eles foram abordados por uma dupla e o médico reagiu. Ele foi agredido, bateu a cabeça no chão e, já desacordado, sofreu chutes dos assaltantes.

O Estado de S.Paulo

19 de fevereiro de 2013 | 02h06

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.