Moradores são amarrados em arrastão na Vila Madalena

Sete ladrões invadiram prédio com sistema de segurança desligado na Rua Aspicuelta; prejuízo estimado é de R$ 25 mil

FABIANO NUNES, JORNAL DA TARDE, O Estado de S.Paulo

09 de fevereiro de 2012 | 03h06

Pelo menos sete homens fizeram um arrastão em um prédio residencial na Vila Madalena, zona oeste da capital paulista, na manhã de ontem. A polícia investiga se houve facilitação por parte dos funcionários do edifício. O portão do condomínio, de nove andares, estava aberto e o sistema de segurança estava desligado na hora do crime.

Cinco apartamentos foram invadidos e os moradores, amarrados, durante a ação do grupo de criminosos. Segundo a Polícia Civil, os criminosos fugiram levando eletrônicos, celulares e dinheiro. O prejuízo é estimado em cerca de R$ 25 mil.

A quadrilha chegou ao Edifício do Arco, na Rua Aspicuelta, por volta das 6h. "Ontem (anteontem) à noite, depois da chuva, o prédio ficou sem energia. E o portão continuava aberto de manhã. O sistema de segurança e as câmeras também estavam desligados. Vamos investigar porque esses equipamentos não estavam funcionando", disse o delegado Mauro Fachini, titular da Delegacia de Repressão a Roubos a Condomínios do Departamento de Investigações sobre o Crime Organizado (Deic).

Os moradores que desciam para ir ao trabalho eram abordados pelos bandidos e amarrados. Em seguida, acompanhavam os criminosos até seus apartamentos, onde o bando pegava eletrônicos, dinheiro e celulares. Os moradores atacados prestaram depoimento no 14.º DP (Pinheiros), onde o caso foi registrado.

O bando fugiu do condomínio em um Corsa prata, que ficou estacionado na frente do edifício durante a ação. "Eles provavelmente usaram outro carro na fuga, mas estamos investigando", disse o delegado.

Segundo a Polícia Civil, foi feito retrato falado dos ladrões. "Vamos também pegar imagens de câmeras de segurança dos prédios vizinhos", disse Fachini.

Outros casos. O arrastão na Vila Madalena foi o terceiro assalto a condomínio registrado na cidade de São Paulo neste ano.

Em 9 de janeiro, cerca de 15 homens invadiram um condomínio de luxo na Rua General Jardim, em Higienópolis, região central da capital, e levaram uma grande quantidade de joias, eletrônicos e dinheiro: R$ 4.620 e mais de US$ 15 mil. Durante a ação, os criminosos até ameaçaram atear fogo nas vítimas.

No dia 7 de fevereiro, uma quadrilha atacou o edifício de escritórios Blue Tower, no Jabaquara, zona sul de São Paulo, e levou mais de R$ 14 mil, U$ 2,5 mil e 500 de 40 salas comerciais. O porteiro abriu a garagem após ser ameaçado pelos bandidos com fuzis.

Em 2010 foram registrados 20 roubos a condomínios na cidade e no ano passado, 12.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.