Moradores protestam e interditam Raposo Tavares

Manifestação visa chamar a atenção de autoridades para problemas de inundações das casas em dias de chuva

15 de janeiro de 2008 | 08h50

Um protesto por causa de inundações interditou na noite desta segunda-feira, 14, a Rodovia Raposo Tavares por mais de duas horas em Cotia, região oeste da Grande São Paulo. Cerca de 50 manifestantes, todos moradores do Jardim Semíramis, localizado na altura do quilômetro 21,5 fecharam, por volta das 22h, a pista sentido capital-interior. A revolta dos manifestante é contra as constantes inundações das casas em dias de chuva. Eles atearam fogo em pneus e pedaços de madeira, na tentativa de chamar a atenção das autoridades para o problema. A interdição gerou cerca de três quilômetros de congestionamento. A liberação ocorreu no início da madrugada desta terça, após os bombeiros apagarem as chamas. Não houve confronto entre a polícia e os manifestantes.

Tudo o que sabemos sobre:
Raposo TavaresInundaçõesProtesto

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.