Moradores protestam contra obras na Jacu-Pêssego em SP

Famílias querem impedir o início da demolição de cerca de 500 casas por onde passará parte do Rodoanel

Ricardo Valota e Daniela do Canto, da Central de Notícias,

28 Maio 2009 | 06h22

Moradores do Jardim Iguatemi, na zona leste de São Paulo, realizam, desde as 5h desta quinta-feira, 28, uma manifestação na esquina da Avenida Jacu-Pêssego com a Avenida Ragueb Chohfi.

 

São cerca de 200 famílias segundo os moradores, querem impedir o início da demolição das cerca de 500 casas que estão no traçado das obras de ampliação da Avenida Jacu-Pêssego.

 

Já os policiais afirmam que o número de manifestantes não passava de 100 pessoas, às 5h45. Apesar do clima ser tenso na região, não há confronto entre policiais militares e as famílias.

 

O protesto é organizado pelo "Movimento em Defesa das Famílias que estão no Traçado da Jacu-Pêssego". Segundo o movimento, as obras da avenida vão deixar cerca de 5 mil famílias do Jardim Iguatemi, São Mateus, na zona leste, e de Mauá, no Grande ABC, desabrigadas.

 

A ampliação da Avenida Jacu-Pêssego ocorrerá até a região de Mauá, por onde passará parte do trecho sul do Rodoanel Mário Covas.

 

Segundo Douglas Alves Mendes, um dos coordenadores do movimento, cada família irá receber R$ 1.300 de indenização para ser retirada do local.

Mais conteúdo sobre:
Famílias manifestação Jacu-Pêssego

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.