Moradores e PMs entram em confronto na Marginal do Pinheiros

Policiais cumprem reintegração de posse na Favela Real Parque; marginais têm quase 35 km de trânsito parado

Solange Spigliatti, do estadao.com.br,

11 de dezembro de 2007 | 11h32

Um grupo de moradores da Favela Real Parque interditou por pelo menos 5 minutos a pista expressa da Marginal do Pinheiros por volta das 10h15 desta terça-feira, 11. Desde o início da manhã a situação era tensa na região do Morumbi, já que policiais militares cumprem um mandado de reintegração de posse. Às 11h30, o trânsito era caótico em toda a cidade e igualou o recorde de 154 km de lentidão para o horário, registrado no dia 3 de agosto. Juntas, as marginais do Pinheiros e Tietê somaram 36 km de trânsito parado devido à interdição na pista local da Pinheiros.    Reintegração de posse pára as marginais do Pinheiros e do Tietê   A pista local da marginal, no sentido Interlagos, não tem previsão para ser liberada. O trânsito era caótico nesta manhã nas marginais do Tietê e do Pinheiros que, juntas, somavam quase 36 km de trânsito parado às 11h40. No horário, a cidade tinha 150 km de lentidão, segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET).     A pista local já havia sido fechada no início da manhã para a operação de reintegração de posse em parte da favela. Os moradores chegaram a parar o trânsito em duas das três faixas da pista sentido Interlagos, e colocaram paus e pedras sobre o asfalto para atrapalhar o trânsito. A Polícia Militar conseguiu retirar os manifestantes e fez um cordão de isolamento impedindo que o protesto continuasse.   A reintegração de posse e a manifestação dos moradores provocaram um grande congestionamento nas marginais do Pinheiros e do Tietê. A lentidão começava na região do bloqueio, na altura da Ponte do Morumbi e se estende até a Ponte Aricanduva, já na Marginal do Tietê, chegando a quase 36 km de trânsito parado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.