Moradores do Jd. Romano entram em confronto com polícia

Cerca de 200 pessoas faziam protesto em frente à Prefeitura; região da zona leste de SP está alagada há 2 meses

Fabiana Marchezi, da Central de Notícias,

08 Fevereiro 2010 | 15h06

   

 

SÃO PAULO - Cerca de 200 moradores da região alagada na zona leste de São Paulo faziam uma manifestação na tarde desta segunda-feira, 8, no Viaduto do Chá, em frente à Prefeitura. Durante o ato houve confronto com policiais militares, que usaram spray de pimenta e cassetetes para conter o protesto.

 

Veja também:

link Ato de alagados tem políticos e confronto

link "Não precisade tudo isso, né?", critica morador

 

De acordo com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), os moradores, que ocupavam a calçada da via, se reuniram no local por volta das 14 horas para cobrar uma solução das autoridades. Eles pretendiam ser recebidos pelo prefeito Gilberto Kassab (DEM), mas conseguiram apenas a promessa de uma reunião, junto com vereadores, deputados e senador Eduardo Suplicy (PT-SP), na próxima sexta-feira.

 

A área alagada, que engloba sete bairros, está em estado de calamidade pública desde a semana passada. Nesta segunda-feira, o Jardim Romano completa dois meses de alagamento. Às 15h30, a assessoria de imprensa da Polícia Militar confirmava apenas um princípio de confusão.

 

Mais conteúdo sobre:
SP Jardim Romano

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.