Moradores do Belém já exigiam mais segurança

Ontem, no dia do velório do estudante Victor Hugo Deppman, fazia exatamente um mês que a Associação por um Belém Melhor organizou uma passeata por maior policiamento na região. "Só tem duas viaturas para uma área com 50 mil habitantes", afirmou Luiz Carlos Modugno, de 43 anos, presidente da associação. Os casos de roubos no bairro aumentaram 58% no primeiro bimestre deste ano em relação ao mesmo período do ano passado. Foram 76 em janeiro e fevereiro ante 48 em 2012.

O Estado de S.Paulo

11 de abril de 2013 | 02h04

A associação organiza um abaixo assinado na internet exigindo do governo estadual mais segurança. Até ontem, ele tinha quase 1.200 assinaturas. O delegado André Pimentel do 81° Distrito Policial, responsável pela região, destacou que este foi o primeiro latrocínio do ano e o Belém ainda é um dos bairros com o menor número de ocorrências violentas da cidade. /A.C.F.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.