Moradores da zona norte sofrem com alagamentos frequentes

Enchentes, que ocorrem sempre que chove, invadem casas e destróem móveis, eletrônicos e mantimentos

Daniela do Canto, estadao.com.br

26 Janeiro 2009 | 07h47

Os moradores da Rua Orlando Momente, na região do Tremembé, zona norte de São Paulo, tiveram as casas alagadas depois da chuva do início da noite deste domingo, 25. De acordo com eles, o problema é antigo. "Não sei o que acontece mas por aqui é assim toda vez que chove. A água chegou quase até a altura dos nossos joelhos. Não aguento mais comprar guarda-roupa", desabafou a dona de casa Cristina Aparecida Alves Lima, de 46 anos.   Veja também: Josélia Pegorim comenta a previsão do tempo  A previsão do tempo para a sua cidade       A inspetora Kelly Cristina Oliveira Soares, de 25 anos, ainda não conseguiu contabilizar o prejuízo. "Perdi tanta coisa. Foi compra de mês, computador, móveis, geladeira, fogão", lamentou.   Os problemas de inundação constantes fizeram com que os moradores e comerciantes procurassem alternativas para tentar driblar as chuvas. O dono do mercadinho da rua colocou um portão de cerca de um metro de altura para impedir a entrada da água. "Já tive muitos prejuízos. Então, há 20 anos é assim, a única coisa que muda é o portão, que vai aumentando de altura", contou José Ramiro da Silva, de 46 anos.   O técnico de refrigeração João Moura Melo, de 57 anos, construiu nos fundos da sua casa um cômodo com prateleiras altas para acomodar os pertences da família. "Há 15 anos moro aqui e é assim. No segundo dia em que estava nessa casa já tive problemas.   Já chegou a ter enchente que cobriu até a mesa de casa", afirmou. Mesmo assim, ele não escapou do prejuízo. Desta vez, a geladeira de um cliente ficou totalmente danificada. "E olha que foi uma chuva de só duas horinhas", disse.

Mais conteúdo sobre:
chuvas enchentes zona norte

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.