Moradores bloqueiam estrada e queimam retroescavadeira em Cubatão

Grupo que perdeu casas em incêndio no domingo reivindica assistência da prefeitura

Zuleide de Barros, Especial para o Estado

14 de agosto de 2013 | 12h16

CUBATÃO - Moradores da Vila Esperança, em Cubatão, que tiveram suas casas destruídas durante incêndio ocorrido no domingo, 11, bloquearam na noite de terça-feira e na madrugada desta quarta um trecho da Rodovia Padre Manoel da Nóbrega, interrompendo o tráfego, nos dois sentidos, a partir do Km 273. Uma barricada foi montada e, além de atear fogo em pneus e madeira, os manifestantes incendiaram uma retroescavadeira, que se encontrava estacionada, às margens da rodovia. Ninguém ficou ferido e a Polícia Militar Rodoviária teve de solicitar reforço para dispersar os manifestantes. As viaturas policiais foram recebidas com paus e pedras. A manifestação se prolongou por cerca de cinco horas.

De acordo com as lideranças do movimento, o protesto foi desencadeado com o objetivo de chamar a atenção da prefeitura para os problema das 22 famílias que perderam suas casas. Desde segunda-feira, um grupo de moradores tenta um encontro com a prefeita Márcia Rosa (PT), a fim de reivindicar ajuda, como o pagamento do aluguel social, já que os moradores atingidos tiveram de recorrer a familiares e amigos, enquanto reconstroem suas casas.

Tudo o que sabemos sobre:
protestosCubatão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.