Morador de rua tem 70% do corpo queimado no centro de SP

Homem foi atacado enquanto dormia na rua São Vicente de Paulo, junto à Praça Marechal Deodoro

Andressa Zanandrea, do JT, e Ricardo Valota, do estadão.com.br,

27 de novembro de 2007 | 03h52

Um morador de rua ainda não identificado está internado em estado grave, no Hospital das Clínicas, com 70% do corpo queimado. Ele foi atacado por volta da 0h30 desta terça-feira, 27, quando dormia na altura do nº 35 da Rua São Vicente de Paulo, junto à Praça Marechal Deodoro, em Santa Cecília, região central da capital paulista.   Testemunhas disseram ter visto um homem bem-vestido, com jaqueta branca, deixar o local correndo. O suspeito teria jogado um tipo de combustível e ateado fogo no morador de rua, que dormia na calçada de um prédio residencial. O andarilho é conhecido pela vizinhança pelo apelido de Cangaíba e mora há mais de um ano na região, onde costuma cuidar de carros estacionados nas ruas.   Vizinhos acordaram com os gritos de socorro da vítima e correram para apagar as chamas. Uma moradora chegou a jogar um cobertor molhado da sacada de um prédio, para que o fogo fosse abafado e extinto. Enfermeiras de uma clínica próxima ao local do ataque foram chamadas para prestar ajuda.     Equipes de resgate do Corpo de Bombeiros foram acionadas e socorreram a vítima, que foi medicada no local, antes de ser levada ao hospital. No local do crime, foi encontrada uma embalagem de óleo lubrificante para carros, que teria sido usada pelo agressor.

Tudo o que sabemos sobre:
morador de ruaSão Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.