Morador de rua encontra urna eletrônica roubada em escola

Equipamento estava dentro de um saco na zona leste da capital, com os lacres intactos, mas sem o microterminal que acompanha a máquina

29 Outubro 2012 | 17h01

SÃO PAULO - Um morador de rua encontrou, nesta segunda-feira, 29, uma urna eletrônica que havia sido furtada na madrugada do último domingo, 28, dia da eleição. Ela foi achada dentro de um saco na Avenida Professor Osvaldo de Oliveira, na zona leste de São Paulo, perto da escola de onde foi levada. Os lacres do equipamento estavam intactos, portanto a mídia de resultado e o flash de votação não foram violados. O microterminal, que acompanha a máquina, não foi encontrado junto com o equipamento.

 

A Polícia Militar (PM) foi comunicada do aparecimento da urna na madrugada de hoje pelo próprio morador de rua. A urna estava suja, sem o cabo de energia e com sua chave quebrada.

 

A PM ainda não tem um suspeito do crime. Segundo o Código Eleitoral (art. 340), está sujeito à reclusão de até três anos, além do pagamento de 3 a 15 dias-multa, quem subtrai urna de uso exclusivo da Justiça Eleitoral.

 

A 405ª Zona Eleitoral, responsável pela urna, fica no Conjunto José Bonifácio, na zona leste da capital. O furto, que ocorreu na Escola Estadual Professor Francisco de Assis Pires Corrêa, foi identificado no início da manhã do domingo. Outra urna eletrônica foi transportada para o local e a votação ocorreu normalmente.

Mais conteúdo sobre:
eleição urna roubo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.