Google Street View
Google Street View

Homem é encontrado morto em avenida de Mauá, na Grande São Paulo

Perícia ainda vai determinar se óbito teve ligação com as baixas temperaturas em toda a Grande São Paulo; prefeitura diz que ele não era morador de rua e vivia na região

Isabela Moya e Ítalo Cosme, especiais para o Estadão

19 de maio de 2022 | 10h27
Atualizado 19 de maio de 2022 | 17h18

Um homem de 39 anos foi encontrado morto na Avenida Barão de Mauá, na cidade de Mauá, na Grande São Paulo, na manhã desta quarta-feira, 18. Segundo a Secretaria de Saúde Pública (SSP), policiais militares foram acionados para atender a ocorrência e, no local, se depararam com a vítima deitada na rua, já sem vida. O Samu foi acionado para atender a ocorrência, e também atestou o óbito do homem.

Segundo a pasta, não foram identificados sinais de violência no corpo da vítima. Foi solicitada perícia, carro de cadáver e exames, e o caso foi registrado como morte suspeita na 3° DP Mauá. O Instituto Médico-Legal ainda não publicou laudo sobre a morte e se houve relação com as baixas temperaturas em São Paulo, após a chegada de uma massa de ar polar vinda do Sul do Brasil. 

A informação preliminar foi de que a vítima era morador de rua, mas a gestão municipal de Mauá informou na tarde desta quinta que ele morava na região e a perícia foi acompanhada pelos parentes do homem. Segundo a prefeitura, por volta das 4 horas da manhã , a equipe da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Barão abordou o homem na calçada, que apresentava sinais de embriaguez.

A prefeitura diz ter oferecido atendimento e afirma ter havido a tentativa de encaminhá-lo para dentro da unidade, mas ele não aceitou a acolhida. A justificativa, acrescenta a nota, foi de que ele vivia perto e já estava voltando para casa. 

A Prefeitura de Mauá ressalta que a Operação Inverno está em atividade. Nas noites e madrugadas de segunda e terça-feira, foram realizadas 18 abordagens por meio de busca ativa nas ruas da cidade para convidar e levar pessoas em situação de rua para os abrigos da cidade. 

As equipes da Secretaria de Assistência Social do município receberam, nessas duas datas, seis denúncias com relatos de locais em que havia pessoas em situação de rua. Todas foram atendidas, de acordo com a Prefeitura, que diz ainda que as pessoas que se recusaram a ir ao abrigo receberam blusas e cobertores. No total, 38 pessoas foram abrigadas no CentroPop e albergue municipal na última noite.

A Prefeitura de Mauá solicita que moradores da cidade que encontrarem pessoas em situação de rua e vulneráveis ao frio entrem em contato com o CentroPop (4547-1061), Defesa Civil (199) ou Guarda Civil Municipal (153 ou 4543-0354).

Pessoas em situação de rua ficam mais vulneráveis durante épocas de frio intenso

Na quarta-feira, 18, um idoso em situação de rua morreu no núcleo de convivência São Martinho, na região do Belém, zona leste de São Paulo. Isaias de Faria, de 66 anos, passou mal enquanto aguardava o café da manhã ser servido. A gerência do equipamento acionou Consultório na Rua e o SAMU, mas os profissionais de saúde não conseguiram reanimá-lo. 

Amigos afirmam que ele passou a noite dormindo na rua. Segundo o prefeito Ricardo Nunes (MDB), a informação preliminar é de que ele teve uma convulsão por conta do frio.

 

Tudo o que sabemos sobre:
Mauá [SP]

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.