Montar estádios em 3D vira febre

Lançamento de quebra-cabeças de arenas de times brasileiros de futebol provoca fila de espera em lojas de brinquedos

Valéria França, O Estado de S. Paulo

16 Março 2013 | 14h13

SÃO PAULO - Um novo brinquedo vem conquistando marmanjos engravatados. São os quebra-cabeças em 3D das principais arenas dos clubes brasileiros de futebol. Tem até de estádios que ainda não ficaram prontos, como o Itaquerão, do Corinthians, em São Paulo. Montados na vitrine, parecem verdadeiras maquetes.

"Antes mesmo de os jogos chegarem, já havia uma lista de espera com os pedidos da clientela", conta Andréia Soffer, sócia da Hobby Trade Center, loja de modelismo. "As encomendas começaram a ser entregues na segunda-feira. E quem entrava na loja, não raro, encontrava executivos sentados no chão brincando com as caixas de quebra-cabeças como se fossem crianças."

O executivo Cleber Castilione, de 40 anos, levou três quebra-cabeças diferentes. "Comprei o estádio do São Paulo Futebol Clube para mim. Os outros dois foram presentes."

O cunhado ganhou o do Corinthians, composto de 100 peças de papel muito resistente, que pronto fica com 25 centímetros de altura, 40 de comprimento e 30 de largura. Custa R$ 85. "Meu cunhado é corintiano. Montou quase no mesmo dia para ver os detalhes do estádio, que ainda nem está pronto", diz Castilione. "Tenho uma coleção de motos, aviões e outras coisas para montar. Mas mesmo quem não tem o mesmo hobby se encanta com as arenas nacionais." A novidade vem atraindo mais homens do que mulheres.

Outros temas. A série de quebra-cabeças 3D vai além do futebol. Um dos temas procurados são os dos pontos turísticos espalhados pelo mundo. Dá para montar a Muralha da China, o Big Ben e a Torre Eiffel, entre outros, e, depois, colocar de enfeite na prateleira.

Há marcas que fabricam esses jogos com peças de madeira. "É o caso da Wamboo, que faz sucesso com quebra-cabeças de dinossauros", diz Roberto Oliveira, de 58 anos, sócio da Encanto Natural, mix de livraria, café e loja de jogos. O espaço segue uma linha mais orgânica. No fundo do estabelecimento, um salão especial para jogos de madeira – alguns inusitados – reúne as crianças no primeiro sábado de cada mês.

A Wamboo fabrica ainda carros, jipes e motos. Uma Harley Davidson ( R$ 58,90) vem com 110 peças e, quando pronta, fica com 20 cm de altura, 30 de comprimento e 9,5 de largura. "Aqui a criançada se diverte e aprende a socializar", diz Oliveira. "Também descobrem que jogos mais artesanais podem ser tão interessantes como os games."

Mais conteúdo sobre:
estádios 3D quebra-cabeças brinquedo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.