''Monstro do Maranhão'' pega 63 anos

O lavrador José Agostinho Bispo Pereira, de 55 anos, foi condenado a 63 anos de prisão por ter abusado sexualmente das duas filhas em Pinheiro (340 km de São Luís). Ele teve oito filhos com elas e foi preso em 8 de junho. A decisão foi da Justiça do Maranhão, que também o condenou por ter abusado sexualmente das filhas-netas, de 5 e 6 anos. Cabe recurso, mas o defensor público disse que não pedirá revisão da pena.

Wilson Lima, O Estado de S.Paulo

23 Dezembro 2010 | 00h00

Ele manteve a filha Sandra Maria Monteiro, de 28 anos, em cativeiro por 16 anos. Os dois tiveram sete filhos. A outra filha, Maria Sandra Monteiro, de 31, fugiu quando começou a ser abusada pelo pai, há 20 anos, e teve um filho com ele.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.