Ministro da Justiça vê tolerância com o crime organizado

O fortalecimento do crime organizado em São Paulo e no Brasil foi tema ontem das autoridades que estiveram na Faap. Para o ministro da Justiça, José Eduardo Martins Cardozo, o Estado faz acordos tácitos com o crime organizado. "É preciso reconhecer a presença do crime organizado no território nacional e combatê-lo. Não adianta fingir que não existe", disse.

Bruno Paes Manso, O Estado de S.Paulo

25 Março 2011 | 00h00

O delegado-geral da Polícia Civil do Estado de São Paulo, Marcos Carneiro Lima, afirmou que é crescente a infiltração das quadrilhas na política e nos governos brasileiros. Ele citou o caso de Jandira e a prisão de um candidato a deputado federal na eleição passada por suspeita de ligação com o Primeiro Comando da Capital. "A morte do prefeito de Jandira é a ponta do iceberg." Braz Paschoalin (PSDB) foi morto em dezembro. Briga por poder teria sido o motivo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.