Ministra destaca coragem de Xuxa ao revelar estupro

Para Maria do Rosário, ato vai inspirar pessoas que sofreram violência; assunto ganhou destaque nas redes sociais

O Estado de S.Paulo

22 de maio de 2012 | 03h05

A revelação da apresentadora Xuxa Meneghel, de 49 anos, de que sofreu abuso sexual durante a infância, ganhou destaque ontem nas redes sociais. Já a ministra da Secretaria de Direitos Humanos (SDH), Maria do Rosário, destacou a atitude como um exemplo.

O assunto ganhou a atenção sobretudo dos usuários do Twitter. Em 24 horas, 29 mil twittadas foram escritas sobre o assunto - mais de 20 por segundo.

Em nota, a ministra disse que a revelação foi uma "atitude de coragem" e terá a força de dar apoio às pessoas que sofreram violência na infância. Maria do Rosário fez questão de lembrar que Xuxa é uma importante parceira na divulgação do Disque Direitos Humanos-Disque 100, em que vítimas ou testemunhas podem fazer denúncias de forma anônima e gratuita.

Relato. Segundo Xuxa relatou ao Fantástico, no quadro O que vi da vida, os abusos ocorreram "várias vezes" e seu pais não foram avisados por receio."Tinha medo de falar para o meu pai e meu pai achar que era eu que estava fazendo isso, porque uma vez foi com o melhor amigo dele, o cara que queria ser meu padrinho. Eu não podia falar com a minha mãe, porque uma das vezes foi com o cara que ia casar com a minha avó, mãe dela. Então a errada era eu? Eu não sabia o que era."

"E os professores. O professor chegou para mim e falou: 'Não adianta você falar porque entre a palavra de um professor e um aluno eles vão acreditar no professor.' E até hoje, se você me perguntar, ainda acho que foi por minha culpa", relatou. O assunto foi detalhado quando a apresentadora falava sobre suas ações com crianças moradoras de rua.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.