Ministérios vão ter que entregar relatório de ações em SC

Presidente Lula quer saber o que o governo federal já fez para ajudar o Estado atingido pelas fortes chuvas

Agência Brasil,

08 Dezembro 2008 | 14h39

Na reunião de coordenação política desta segunda-feira, 8, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva determinou que os ministérios envolvidos nas ações de reconstrução das cidades atingidas por enchentes em Santa Catarina elaborem um levantamento sobre o que já foi feito pelo governo federal. O relatório irá subsidiar a reunião que Lula terá nesta terça, 9, com o governador do Estado, Luiz Henrique da Silveira.   Veja também: Blumenau pede leite em pó e produtos de higiene Principal ligação entre SC e PR é liberada Saiba como ajudar as vítimas das chuvas IML divulga lista de vítimas identificadas Repórteres relatam deslizamento em Ilhota  Mulher fala da perda de parentes em SC Tragédia em Santa Catarina  Blog: envie seu relato sobre as chuvas  Veja galeria de fotos dos estragos em SC   Tudo sobre as vítimas das chuvas         Na ocasião, o presidente irá discutir com Luiz Henrique se há necessidade de outras ações federais nas áreas atingidas, de acordo com assessores. Os integrantes da coordenação política avaliaram que é preciso continuar fazendo o necessário para garantir a recuperação do estado, segundo assessores. As medidas do governo para a reconstrução de Santa Catarina foram novamente o tema predominante na coordenação política, no Palácio do Planalto.   No último dia 26, o governo federal anunciou cerca de R$ 2 bilhões em ajuda aos Estados afetados por calamidades direcionados a áreas como saúde, reconstrução de estradas e defesa civil. Além disso, os ministros da Fazenda, Guido Mantega, e de Relações Institucionais, José Múcio Monteiro, fizeram um relato sobre a conjuntura econômica e política, na reunião respectivamente.   O encontro ocorre semanalmente e participaram, além de Lula, Mantega e Múcio, os ministros do Planejamento, Paulo Bernardo, da Justiça, Tarso Genro, da Secretaria-Geral da Presidência, Luiz Dulci, da Casa Civil, Dilma Rousseff, da Secretaria de Imprensa, Franklin Martins.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.