Ministério Público vai investigar operação na cracolândia

Operação foi "precipitada", afirmou promotor Eduardo Valério

10 de janeiro de 2012 | 17h24

Atualizado às 19h horas para correção de informações

O Ministério Público instaurou um inquérito civil para apurar a operação Centro Legal realizada na cracolândia. A avaliação das quatro promotorias envolvidas no processo até agora é de que a operação foi "precipitada", afirmou o promotor Eduardo Valério. Para ele, a repressão só aconteceria "depois de adotadas as medidas sociais e de saúde".

A promotoria vai convocar autoridades do governo estadual e da prefeitura  para explicar a operação em 13 de janeiro. Devem comparecer Álvaro Batista Camilo, comandante-geral da PM de SP,a vice-prefeita e secretária de Assistência Social, Alda Marco Antonio, o secretário municipal de saúde Januário Montone e  o coordenador de Políticas sobre Drogas da Secretaria de Estado da Justiça e da Defesa da Cidadania, Luiz Alberto Chaves de Oliveira.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.