Ministério Público investiga falta de vaga em albergue

O Ministério Público Estadual vai investigar a denúncia feita em reportagem publicada na segunda-feira no Estado, que apontou falta de vagas em nove dos dez albergues visitados em 13 de abril. A Secretaria de Assistência Social disse que sobraram 890 vagas no dia da visita e também vai apurar eventuais irregularidades. Promotor dos Direitos Humanos, José Paulo França Piva diz que instaurou, em fevereiro, um inquérito para verificar a qualidade do atendimento nos albergues municipais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.