Ministério defende campanha antirrábica

O Ministério da Saúde defendeu ontem a manutenção da vacinação antirrábica no País, apesar das reações adversas. Em nota, o ministério afirmou que o número de problemas registrado está abaixo do esperado. De acordo com a pasta, foram contabilizadas oito mortes no Rio, São Paulo e Guarulhos. A vacina foi preparada pelo Laboratório Biovet, que tem acordo de cooperação com o Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar) para o preparo da vacina usada na campanha do próximo ano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.