Tiago Queiroz/Estadão
Tiago Queiroz/Estadão

Mínima de 4,4ºC é registrada na Grande São Paulo; Campos tem 0ºC

Temperaturas devem ficar próximas ou bater os recordes de frio de 2017 nesta quarta-feira, no Estado

Bibiana Borba, O Estado de S.Paulo

05 Julho 2017 | 06h16

SÃO PAULO - O município de Santana do Parnaíba, a 42 quilômetros de São Paulo, teve temperatura de 4,4ºC às 6 horas desta quarta-feira, 5 - a mais baixa registrada desde a 0 hora entre as 30 estações do Centro de Gerenciamento de Emergências da Prefeitura da capital (CGE). No perímetro de São Paulo, a mínima é medida na região de São Mateus, na zona leste, pelo segundo dia seguido: de 6,2ºC. 

Neste mesmo horário, os termômetros voltam a ficar abaixo da casa dos 10ºC em grande parte das regiões paulistanas. Áreas mais afastadas do centro amanhecem mais geladas, como Pirituba (6,9ºC), Itaquera (7,5ºC), Jabaquara (7,6ºC) e Barragem de Parelheiros (7,7ºC). Na região serrana do Estado, Campos do Jordão tem frio de 0ºC e sensação térmica de -2ºC, conforme o Climatempo.

No marco zero da capital, na Praça da Sé, o registro é de 11ºC às 6 horas. Assim, a média mínima entre todas as regiões monitoradas pelo CGE ficou em torno de 9ºC desde o início da madrugada. O frio desta quarta deve ficar próximo ou bater o recorde do dia 11 de junho, quando o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) - fonte para temperatura oficial - registrou média de 8,8ºC na capital.

Previsão para esta quarta

O CGE projeta um amanhecer com sol e dia com poucas nuvens em São Paulo. A massa de origem polar mantém as temperaturas baixas, mas a máxima prevista para esta quarta-feira é de 20ºC, dois graus acima da maior temperatura registrada na terça-feira. Para a quinta-feira, 16, os termômetros deve chegar a 21ºC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.