Milhas sumiram de conta

TAM/MULTIPLUS - 1

O Estado de S.Paulo

20 Setembro 2012 | 03h02

Em 22/8 meus pontos do programa de fidelidade da TAM/Multiplus foram resgatados de forma indevida, irregular e criminosa, já que não autorizei tal resgate. Nessa época, tive a conta de e-mail invadida e creio que usaram meu endereço eletrônico para obter senhas e dados cadastrais usados no programa de milhagem. Desde que tomei conhecimento da "fraude", venho tentando, insistentemente, resolver o problema com as empresas envolvidas, TAM e Multiplus, por telefone e por e-mail, sem sucesso. Também sem sucesso, tento bloquear meu cadastro do programa de acúmulo de pontos, bem como alterar meu endereço eletrônico para futuras comunicações. Aguardo, portanto, a urgente adoção de providências administrativas cabíveis, visando a imediata e completa regularização da situação e investigação do assunto. Quero meus pontos de volta!

FRANCISCO ANTONIO BIANCO NETO / SÃO PAULO

A Multiplus informa que, em 3/9, entrou em contato diretamente com o leitor para dar retorno sobre o problema em questão.

O leitor reclama: A empresa não foi capaz de me procurar diretamente para tratar do assunto, esclarecer a questão e resolver o problema. Aliás, não recebi nenhum contato direto com a empresa no dia 3 de setembro. A resposta, portanto, não condiz com a verdade. Assim, continuo sem resposta e solução. E também continuo sem a devolução dos meus pontos, que foram resgatados de forma criminosa. Profundamente lamentável a atitude da empresa.

TAM/MULTIPLUS - 2

Dificuldade para usar milha

Tenho milhas para adquirir uma passagem para minha mulher, mas não consigo emitir o bilhete pela internet. Liguei na TAM, disseram que não têm como ajudar e mandaram eu procurar a Multiplus. Liguei na Multiplus e ouvi a mesma desculpa: não podem fazer nada. O canal de suporte do site simplesmente não funciona! Embora eu tenha a quantidade de milhas necessária, a TAM me ofereceu a passagem por R$ 40 para eu comprar por telefone!

LEONARDO FONSECA NETTO / SÃO PAULO

A TAM diz que entrou em contato por e-mail com o leitor e lamenta o inconveniente. Esclarece que a reclamação foi levada ao conhecimento da equipe responsável para verificação e adoção das providências necessárias. O leitor foi orientado a efetuar a emissão do bilhete com pontos para o adulto e a entrar em contato com a companhia para efetuar a emissão do bilhete da criança.

O leitor contesta: Não recebi e-mail algum e quem resolveu o problema foi minha mulher. A TAM não deu nenhum tipo de suporte ou retorno e tivemos de ir até o aeroporto (e gastar gasolina e dinheiro do estacionamento) para emitir o bilhete. A resposta da companhia é mentirosa!

SKY - FALTA DE SINAL

Cancelamento demorado

Mudei de endereço e pedi para a SKY atualizar a instalação. Após uma semana de tentativas, consegui que um técnico viesse ao apartamento para fazer a reinstalação. O técnico, porém, disse que no meu condomínio não há condições nem viabilidade de continuar a ter o sinal da SKY e pediu que eu cancelasse a assinatura. Pois bem. Estou tentando cancelar a assinatura há dias pelo telefone 10611, fornecido como Central de Atendimento. Pela internet não se consegue contato com ninguém, já que a empresa usa este canal apenas para vender seus pacotes. Cheguei a ficar 20 minutos ouvindo instruções de uma voz eletrônica que só fornece números de protocolo e faz o consumidor perder tempo ouvindo publicidade da empresa - sem acesso a qualquer atendente - até que a ligação cai. No fim do mês certamente virá a fatura de um serviço que não foi prestado. Considero isso um insulto à paciência do consumidor e um desrespeito à legislação.

ALCINDO GARCIA / SÃO PAULO

A SKY diz que um funcionário entrou em contato com o leitor em 13/9 e confirmou o cancelamento da assinatura. O equipamento cedido em comodato será retirado no prazo de 30 dias.

O leitor comenta: Depois de acenar com multa pela rescisão de contrato (que só foi pedida por inviabilidade técnica da própria empresa), a SKY voltou atrás e, graças à mediação da Coluna, finalmente cancelou a assinatura, sem ônus. Todavia, o tempo de espera para atendimento no telefone 10611 contrapõe-se à resposta-padrão de "atendimento com qualidade" que a operadora divulga.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.