'Meu filho não é um monstro'

A comerciante Maria Abdul Jalil Abduni Orra, de 49 anos, disse ontem que no sábado o filho Nacib Mohamed Orra participou de reunião de conscientização de jovens e saiu levando a chave do carro de um irmão.

Entrevista com

CAMILLA HADDAD, O Estado de S.Paulo

18 Outubro 2011 | 03h01

Como foi a noite do acidente?

Meu filho estava conosco em uma reunião de conscientização de jovens. Chegou um amigo e ele saiu escondido. A habilitação está em andamento, mas ele saiu sem permissão.

O seu filho sai à noite?

Ele não é muito de balada. Meu filho não é um monstro, não fez nada de propósito. Poderia ser qualquer um. Ele trabalha comigo.

O seu filho bebeu?

Não. Ele dormiu ao volante. Trabalhou o dia inteiro, estava cansado, ficou com aquela música alta no ouvido. Quem não perde o reflexo desse jeito?

O que espera de tudo isso?

Que os governantes olhem para essas casas noturnas, cheias de crianças. Que tenha lei seca à meia-noite. Sinto pelas famílias machucadas como se fossem minha família.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.