Epitácio Pessoa/AE
Epitácio Pessoa/AE

Metroviários marcam ato público para essa sexta na Estação da Sé, em SP

Manifestantes querem mobilizar população contra degradação do sistema do Metrô

Gheisa Lessa - Central de Notícias,

18 de maio de 2012 | 11h24

São Paulo, 18 - Os metroviários de São Paulo pretendem realizar um ato público por volta das 17h desta sexta-feira, 18, na Estação da Sé, no centro da capital paulista. De acordo com o Sindicato dos metroviários, a ação visa reunir funcionários e usuários do Metrô para reivindicar o descaso do Governo do Estado com a categoria.

"Não haverá interferência nas linhas do Metrô, não acontecerão paralisações, apenas um ato pacífico para mobilizar a população contra a degradação do sistema metroviário de São Paulo", informou o diretor executivo do Sindicato dos Metroviários, Alexandre Carvalho Leme.

Leme relembra que há uma greve marcada para a próxima quarta-feira, 23, onde os metroviários pretendiam paralisar a circulação dos trens. De acordo com o Sindicato, o Governo do Estado exigiu que, na data do protesto, 100% da frota trabalhasse para que a população paulista não fosse prejudicada com a ausência do transporte público.

"Para não deixar a população sem transporte, nós argumentamos com a liberação das catracas. A categoria pretende trabalhar, mas não queremos perder o nosso direito de protestar", diz Leme.

O Sindicato dos Metroviários afirmou que na próxima segunda-feira, 21, eles irão divulgar uma carta aberta à população informando sobre a liberação das catracas. "Nós solicitamos ao Metrô a liberação das catracas para que juntos possamos protestar contra o descaso do Governo com a população e com os funcionários do transporte público", explica o diretor executivo.

"Caso a empresa do Metrô não nos acompanhe na liberação das catracas, a alternativa da categoria é realizar a greve propriamente dita. Nós não deixaremos de protestar", diz.

Porém, o diretor executivo do Sindicato dos Metroviários releva que, caso o Governo do Estado negocie as solicitações em pauta sobre o reajuste salarial dos funcionários, a greve pode ser impedida.

Tudo o que sabemos sobre:
metrômanifestação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.