Metrô publica homologação de obra da Linha 5 sob suspeita

Licitação da ampliação da Linha Lilás foi suspensa pelo governo, mas confirmação de resultado saiu no 'Diário Oficial'

, O Estado de S.Paulo

09 de novembro de 2010 | 00h00

Apesar de o governo estadual ter determinado a suspensão da licitação para o prolongamento da Linha 5-Lilás do Metrô no trecho Santo Amaro-Chácara Klabin, a homologação dos resultados da concorrência foi publicada no Diário Oficial do Estado. Isso permite o início das obras. Reportagem da Folha de S.Paulo levantou suspeita de fraude na disputa, pois o resultado foi conhecido com antecedência.

Hoje, o Diário Oficial deve publicar uma notificação às empresas que venceram a concorrência sobre a suspensão dos contratos, assinados no dia 20 de outubro. O Metrô alegou que a publicação da homologação é necessária para permitir a aplicação da cláusula de suspensão dos contratos que "eximem a companhia de indenizar as empresas". "A execução dos contratos está suspensa e as obras só poderão ser iniciadas após a assinatura das ordens de serviço", informou nota divulgada pela Assessoria de Imprensa do governo estadual.

A juíza Simone Cassoreti, da 9.ª Vara de Fazenda Pública, havia determinado prazo de 48 horas, a partir da notificação, para que o Metrô enviasse os envelopes com as propostas das 11 empreiteiras que participaram da concorrência. A decisão é efeito de uma ação proposta pelo deputado estadual Vanderlei Siraque (PT). O Metrô não informou se e quando a documentação foi remetida à Justiça.

PLANO DE EXPANSÃO

Linha atual

Hoje a Linha 5-Lilás do Metrô tem seis estações. O trecho de 8,4 quilômetros liga o Capão Redondo ao Largo Treze, passando sobre o Rio Pinheiros, com uma interligação com a Estação Santo Amaro da CPTM.

Expansão

A segunda parte, de 11,4 km, vai ligar a Estação Largo Treze à Estação Chácara Klabin, da Linha 2-Verde, com uma parada na Santa Cruz, da Linha 1-Azul. Sem contar as ligações, nove estações serão criadas. A previsão inicial era de que a expansão fosse concluída em 2014.

Demanda

Em 2009, a linha recebeu em média 131.816 passageiros por dia útil. Segundo o Metrô, quando a linha estiver completa, serão 600 mil.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.