Epitacio Pessoa/AE
Epitacio Pessoa/AE

Metrô: Luz e República abrem em setembro

Para antecipar estações, governo adia promessa de Linha 4 até a meia-noite

Felipe Frazão, O Estado de S.Paulo

30 de junho de 2011 | 00h00

A Linha 4-Amarela do Metrô começou ontem a funcionar das 4h40 às 21 horas, de segunda a sexta-feira - antes, parava às 15 horas. O governo do Estado havia prometido a ampliação até as 24 horas, mas adiou o plano para antecipar a inauguração de duas novas estações da linha: República e Luz.

A justificativa é que o horário noturno será usado para acelerar testes prévios exigidos para liberar a circulação de composições sem condutor.

O secretário estadual dos Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes, disse que os trens automáticos da Linha 4 ainda não podem circular no horário integral (até a meia-noite). Ao expandir o funcionamento apenas até as 21 horas, sobram horas para testes, explicou Fernandes.

"É a primeira linha automática, o metrô mais moderno da América Latina. Para entrar no horário comercial e receber a população, precisa passar por um protocolo de testes de 700 horas em circulação", disse. "Um carrossel de 14 trens vai girar com testes de acelerações, pane, objetos caídos na via e portas entreabertas."

O governador Geraldo Alckmin (PSDB) prometeu estender o horário de todas as estações da Linha 4 para as 24 horas e abri-las nos fins de semana até a segunda quinzena de setembro. A Secretaria de Transportes Metropolitanos trabalha para inaugurar as paradas República e Luz até 30 de setembro.

A Via Quatro, concessionária que opera a Linha 4-Amarela, estima que 110 mil passageiros por dia sejam atendidos a mais com a ampliação do tempo para as 21 horas. Das estações da primeira fase da Linha 4, estão abertas apenas Butantã, Pinheiros, Faria Lima e Paulista. Quando República e Luz estiverem prontas, o número de pessoas transportadas diariamente aumentará em 150 mil pessoas - hoje são 110 mil.

Capacidade. O governo informou que, se estendesse o horário para a meia-noite e mantivesse o cronograma de inaugurar República e Luz em outubro, beneficiaria apenas 10 mil pessoas a mais por dia - 900 mil ao fim do período. Com a mudança, passa a facilitar, em apenas um mês, o deslocamento de 4,5 milhões de pessoas.

Copa. Alckmin disse que o governo vai inaugurar, a partir de 2013, todas as estações da segunda fase da Linha 4: Vila Sônia, Morumbi/São Paulo, Oscar Freire, Fradique Coutinho e Higienópolis/Mackenzie. O prazo final é o meio de 2014 - em junho, São Paulo deve receber jogo da Copa do Mundo.

O secretário Jurandir Fernandes afirmou que a Estação Vila Sônia será a última a ser entregue - ainda nem começou a ser construída. O governador também pretende levar o metrô para fora da capital: "Esperamos entregar uma sexta estação, a Taboão da Serra (na Grande São Paulo)".

A Linha 2-Verde, que vai da Vila Prudente à Vila Madalena, também vai funcionar em tempo integral a partir de setembro. Desde que foi inaugurada, no ano passado, ela funciona até as 21 horas nas Estações Tamanduateí e Vila Prudente.

O governo espera derrubar hoje a liminar que barrou na Justiça a construção da Linha 17-Ouro (Aeroporto de Congonhas - Morumbi). "Se for superada a liminar, o contrato será imediatamente assinado, porque a concorrência foi feita. E as obras terão início", disse Alckmin.

Trem. Ao visitar a Estação Pinheiros da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), Alckmin ainda prometeu estender em 6 quilômetros a Linha 9-Esmeralda. Serão feitas duas estações no próximo ano: Mendes e Varginha.

A última estação existente é a do Terminal Rodoviário do Grajaú. A Linha 9 transporta, em média, 268,4 mil passageiros por dia e vai ganhar também oito novos trens: quatro neste ano e quatro no ano que vem.

A reforma da Estação Pinheiros da CPTM foi concluída apenas ontem. Foram abertos para os usuários banheiros adaptados, escadas rolantes, bilheteria e novas entradas.

CRONOGRAMA

Próximas paradas

Até 30 de setembro

Inauguração das Estações República e Luz, da Linha 4-Amarela do Metrô.

2012

Início das obras das Estações Mendes e Varginha, da Linha 9-Esmeralda da CPTM.

Entre 2013 e 2014

Entrega das Estações Morumbi/ São Paulo, Oscar Freire, Fradique Coutinho, Higienópolis/ Mackenzie e Vila Sônia, também ramais da Linha 4-do Metrô.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.