Metrô justifica pane e diz que trem teve problema em tração

Falha aconteceu entre as estações Ana Rosa e Paraíso e Linha 1 ficou praticamente parada durante quase 3h

Solange Spigliatti, do estadao.com.br,

18 de janeiro de 2008 | 10h44

O problema que parou a Linha 1-Azul do Metrô na manhã desta sexta-feira, 18, foi causado por uma falha técnica em uma das composições da linha, segundo nota divulgada pelo Metrô. Em nota, a companhia afirmou que a circulação foi atrapalhada "por cerca de duas horas".  Linha Azul do Metrô pára após pane em trem na Estação Paraíso Por volta das 6h47, o trem que seguia em direção à Estação Jabaquara parou entre as estações Paraíso e Ana Rosa e a circulação só começou a voltar ao normal por volta das 9h20. Esta foi a quarta vez, nos últimos 13 dias, que um defeito em linha prejudica os passageiros do metrô de São Paulo.  De acordo com a nota, "o problema detectado pela Manutenção do Metrô foi no sistema de tração da composição, causando interrupção de via". A Linha 1 faz a ligação entre as zonas norte e sul da cidade, e vai do Tucuruvi até o Jabaquara. Ainda segundo a nota, "foi implantada a operação de via única entre as estações Liberdade e Paraíso, e por questões de segurança o fluxo de entrada nas estações de maior movimento foi contida". Funcionários do Metrô devolviam bilhetes a passageiros que entravam na estação, mas, com a demora dos trens, resolviam usar outro tipo de transporte. As entradas das estações da Linha Azul também tinham filas. Os passageiros perceberam o problema no trem que seguia ao Jabaquara quando a composição sofreu sucessivos solavancos e, de acordo com informações da Rádio CBN, alguns chegaram a se machucar. A pane teria começado a acontecer quando o trem saiu da Estação Sé em direção à Estação Liberdade. Os usuários tiveram que sair do trem e caminharam pelos trilhos - o que foi negado pela assessoria do Metrô.    

Tudo o que sabemos sobre:
metrô de SPpane no Metrô

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.