Metrô inteiro acessível agora só em 2014

Venceu. Meta inicial previa todas estações aptas para deficiente físico em 2010

Marcio Pinho, O Estado de S.Paulo

07 de abril de 2011 | 00h00

O Metrô de São Paulo tinha como meta tornar todas as suas estações acessíveis em 2010 - mas não conseguiu. Era uma tentativa de antecipar o que agora passou a ser obrigação com o Decreto 5296/2004, que impôs a todo o sistema de transporte do País a garantia de acessibilidade de pessoas com mobilidade reduzida em um prazo de 10 anos.

Agora, a companhia programa a conclusão para 2014 e informa que já foram realizados investimentos para as intervenções necessárias em todas as estações. "Já foram instalados e entregues 123 elevadores. Outros 16 estão em fase de instalação em dez estações", informou o órgão, por meio de sua Assessoria de Imprensa. "Foram concluídas a instalação de piso tátil, a substituição dos corrimãos e a instalação de telefones para pessoas surdas ou em cadeira de rodas em todas as estações."

As novas estações - projetadas ou em construção - já contemplam todos os elementos necessários à acessibilidade e seguem legislação e normas técnicas vigentes. O Metrô diz ainda que investe também na capacitação dos funcionários. "Já foram implementados pisos táteis, corrimãos e telefones públicos acessíveis em todas as estações, além de adequados todos os sanitários públicos", diz a nota.

Das 61 estações, oito não têm elevadores operando. A previsão é para ainda neste semestre.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.