Metrô funciona normalmente nesta quinta-feira

Metroviários decidiram, em assembleia, que não vão aderir à greve geral convocada pelas centrais sindicais. Entidade, porém, deve apoiar protestos na Paulista

Bruno Ribeiro e Tiago Dantas, O Estado de S. Paulo

10 de julho de 2013 | 20h50

SÃO PAULO - Os metroviários desistiram da greve convocada para quinta-feira, 11. A decisão foi tomada durante assembleia da categoria que terminou por volta das 20h45 da noite desta quarta, 10. As cinco linhas do Metrô e as seis da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) vão funcionar normalmente a partir das 4h30.

A paralisação do Metrô havia sido decidida na sexta-feira, 5. Durante a assembleia desta quarta, a diretoria do sindicato concordou em apoiar a paralisação, como parte dos atos programados por centrais sindicais em todo o País no chamado Dia Nacional de Lutas. Porém, a maioria dos metroviários optou, na votação, por operar normalmente.

O Tribunal Regional do Trabalho já havia estipulado multa de R$ 100 mil caso os trens parassem. Um oficial de Justiça foi até o sindicato notificar a categoria. Durante o dia, o governador Geraldo Alckmin (PSDB) havia se manifestado contra a greve. O sindicato, no entanto, promete participar dos protestos que vão ocorrer na Avenida Paulista na hora do almoço.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.