Metrô fará 260 viagens a mais para atender público da Parada

Prefeitura recomenda que participantes optem pelo transporte público para irem à Paulista, pois várias vias serão fechadas

O Estado de S.Paulo

08 de junho de 2012 | 03h06

O Metrô promete aumentar o número de viagens para atender o público que participará da Parada Gay neste domingo. Segundo a empresa, serão 260 saídas extras. Na Linha 1-Azul, usuários terão 68 viagens a mais que um domingo normal. Na Linha 2-Verde, o acréscimo será de 108 viagens; na 3-Vermelha, de 84.

A Prefeitura recomenda que o público dê preferência ao transporte público para chegar à região da Avenida Paulista, que terá bloqueios no tráfego. As interdições começarão às 10 horas do domingo. No sentido Consolação, o primeiro trecho a ser fechado fica entre as Ruas Teixeira da Silva e Augusta. Na direção do Paraíso, os veículos serão proibidos de circular entre a Rua Padre João Manuel e a Avenida Brigadeiro Luís Antônio. A partir do meio-dia, o bloqueio será estendido a vias do centro, como as Avenidas Ipiranga e São João.

Prefeitura e organizadores da 16.ª edição da Parada Gay estimam um público superior a 3 milhões de pessoas. Para garantir a segurança, 2,4 mil homens, entre guardas-civis, policiais militares e agentes particulares, devem circular pelo evento e pelas ruas adjacentes. Além de assegurarem a tranquilidade, eles trabalharão para impedir a ação de grupos homofóbicos, especialmente skinheads.

Neste ano, a Secretaria da Segurança Urbana também vai colocar 70 guardas-civis à paisana para coibir a venda do chamado vinho químico. Na última Virada Cultural, em maio, uma jovem de 17 anos morreu após supostamente misturar a bebida com cocaína. / ADRIANA FERRAZ

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.