Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

Metrô de SP terá câmeras que fazem reconhecimento facial

Segundo Companhia, objetivo é 'melhoria e ampliação da segurança operacional do sistema com o aumento do parque de câmeras'

Ana Paula Niederauer, O Estado de S.Paulo

17 de julho de 2019 | 15h14

SÃO PAULO - A Companhia do Metropolitano de São Paulo (Metrô) abriu edital de licitação para implantação de um novo sistema de monitoração eletrônica por imagens para as Linhas  1-Azul, 2-Verde e 3-Vermelha. O projeto inclui funções de inteligência, como reconhecimento facial.

O edital foi publicado no Diário Oficial do Estado no dia 28 de junho e as empresas interessadas pela licitação terão de entregar as propostas até o dia 20 de agosto.

O projeto deve contemplar fornecimento, instalação e testes de equipamentos de imagem com alta capacidade para o monitoramento das instalações do Metrô, como o Centro de Controle Operacional (CCO), as vias, as estações e os pátios Jabaquara (Linha 1), Tamanduateí (Linha 2), Itaquera e Belém (ambos na Linha 3).

De acordo com o Metrô, o novo sistema de monitoramento será totalmente digital e tem como objetivo a melhoria e ampliação da segurança operacional do sistema com o aumento do parque de câmeras.

Além do reconhecimento facial, o sistema terá identificação e rastreamento de objetos e detecção de invasão de áreas. Ele terá uma autonomia de 30 dias para armazenamento de imagens.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.