Epitacio Pessoa/AE
Epitacio Pessoa/AE

Metrô começa amanhã a avisar usuários com SMS

Serviço gratuito vai informar sobre panes e problemas nas linhas, segundo itinerário cadastrado pelo passageiro no site da empresa

Caio do Valle / JORNAL DA TRADE, O Estado de S.Paulo

21 de junho de 2011 | 00h00

Passageiros do Metrô de São Paulo receberão, a partir de amanhã, mensagens pelo celular toda vez que alguma linha do sistema ficar paralisada. O intuito, segundo a companhia, é possibilitar que os usuários recalculem sua rota usando outros meios de transporte, ou usem o sistema mais tarde, evitando tumultos.

Veja também:

linkEm quase 5 meses, 16 mil denúncias por torpedos

Adiantado pelo Estado no mês passado, o serviço, que é gratuito, estará disponível apenas para os aparelhos que tenham sido cadastrados na página da empresa na internet e não abrangerá a Linha 4-Amarela, administrada pelo consórcio privado ViaQuatro.

Desde 9 de maio, quando o registro foi lançado, 12 mil pessoas já se inscreveram para ter acesso aos torpedos, que serão remetidos de maneira personalizada, ou seja, de acordo com os horários e os percursos que cada passageiro informou usar mais.

"Se você não precisa saber sobre a Linha 3-Vermelha, quando houver ocorrências nela seu celular não receberá as mensagens. Já se não costuma usar o metrô no domingo de manhã, não será acordado às 6h30 por um SMS alertando sobre algum problema", afirma Aluízio Gibson, chefe do Departamento de Marketing do Metrô.

Ele explica que o envio das mensagens ocorrerá apenas em caso de falha grave, que travem a circulação de trens na linha toda, por exemplo. "São ocorrências mais importantes, como falha de um trem ou equipamento, falta de energia elétrica ou presença de usuário na via, que obrigam a paralisar a circulação."

O serviço, feito com base em dados do Centro de Controle Operacional (CCO) da empresa - responsável pela supervisão do fluxo de trens em todas as linhas, com exceção da 4 -, é uma extensão do boletim Direto do Metrô, que desde março divulga no site da estatal dados a respeito da circulação dos trens em tempo real. A diferença é que o serviço na internet não traz só ocorrências graves, como fará o SMS, mas também dados sobre lentidão. Celulares de todas as operadores poderão recebê-los.

Aviso. Passageiros ouvidos ontem pela reportagem disseram que o serviço de SMS não deve mudar a rotina. "Não acho que vai dar certo. O que eles vão querer? Que a gente deixe de pegar uma linha de metrô com problemas para usar ônibus lotados?", pergunta o diretor de marketing Paulo de Souza, de 38 anos, que usa a Linha 3-Vermelha.

A advogada Fernanda Siqueira, de 26, também acha que os torpedos ajudarão menos do que se espera. "A solução definitiva é construir mais linhas para desafogar o serviço."

COMO FUNCIONA

As ocorrências são enviadas por celular para os passageiros do Metrô

1. Cadastro

Para receber o SMS, é preciso cadastrar-se no www.metro.sp.gov.br/aplicacoes/news/cadastro_rapido/br/internew.ASP.

2. Perfil

No site, um formulário pergunta as linhas e os períodos do dia e da semana em que o passageiro mais usa o metrô.

3. O alerta

A ocorrência é informada pelos funcionários da estação ou operador do trem ao Centro de Controle Operacional (CCO).

4. A mensagem

A partir desses avisos, os operadores do CCO criam uma mensagem padronizada a ser comunicada nas estações.

5. SMS

A mesma mensagem será usada por um computador, que identificará quais passageiros usam a linha naquela hora.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.