Metrô assina contrato de prolongamento da linha Lilás

Região do Largo 13 de Maio será interditado já neste domingo para início das obras

Solange Spigliatti, Central de Notícias

20 de outubro de 2010 | 14h01

SÃO PAULO - A Companhia do Metropolitano de São Paulo (Metrô) assinou nesta manhã os contratos de construção do prolongamento da Linha 5-Lilás, que vai do Capão Redondo até o Largo 13, em Santo Amaro, zona sul de São Paulo.

 

Por isso, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) vai interditar a Avenida Adolfo Pinheiro, no trecho entre o Largo 13 de Maio e a Rua Conde de Itu, a partir das 7 horas de domingo. A interdição deve durar 60 dias. 

 

A CET informou que os veículos que seguem pela avenida, no sentido centro, serão desviados para a pista no sentido bairro. Já para os motoristas que seguem no sentido bairro, a opção é a Rua Doutor Antonio Bento e a Avenida Mário Lopes Leão.

Segundo o Metrô, os novos contratos vão possibilitar as construções de novas estações e estender a Linha da Estação Adolfo Pinheiro, já em construção, para a Chácara Klabin. Neste percurso, a linha terá duas integrações, com outras duas estações do metrô, a Santa Cruz, da Linha Azul, e Chácara Klabin, da Linha Verde. Os obras devem estar prontas em 2014, segundo o Metrô.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.