Metade dos trens da Linha 3 - Vermelha sofreu danos durante paralisação

Metrô ainda não sabe quanto gastará com reparos

Caio do Valle, O ESTADO DE S. PAULO

05 Fevereiro 2014 | 19h27

SÃO PAULO - Dezenove dos 40 trens que circulam na Linha 3 - Vermelha do Metrô de São Paulo sofreram algum tipo de dano, como vidros quebrados, durante a paralisação registrada nesta terça-feira, 4. Ainda não se sabe quanto o Metrô terá de gastar com reparos.

Os transtornos tiveram início após a porta de um trem da frota K do Metrô emperrar na Estação Sé, às 18h18. A pane, em pleno horário de pico, levou dez minutos para ser resolvida e reverberou no restante da Linha 3, que acabou tendo 10 de suas 18 estações fechadas por superlotação.

Passageiros em outras composições paradas nos túneis, em um dia de muito calor e sem receber informações precisas pelo sistema de auto-falantes, acionaram os botões de saída de emergência. Houve um total de sete casos dessa natureza.

Mais conteúdo sobre:
Metrôpane

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.