Meta para reformar semáforos está 90% concluída, diz Haddad

Segundo prefeito, desde o ano passado foram reformados um total de 4.350; o prazo para conclusão da reforma é até o final de 2015

Felipe Resk, O Estado de S. Paulo

04 de novembro de 2014 | 19h17

SÃO PAULO - Com prazo até o final de 2015, a Prefeitura de São Paulo já cumpriu 90% da meta para reformar 4,8 mil cruzamentos com semáforos, afirmou o prefeito Fernando Haddad (PT) nesta terça-feira, 4. De acordo com a administração municipal, 4.350 faróis foram reformados desde o ano passado.

Uma Central de Monitoramento, para fiscalizar os semáforos em tempo real, também está prevista para ser concluída no ano que vem. Ela vai servir para detectar os problemas a partir da instalação de chips nos faróis. O objetivo da Prefeitura é que os casos de falhas sejam comunicados e resolvidos com mais rapidez.

Atualmente, a comunicação de semáforos apagados ou em amarelo intermitente é feita por fiscais do trânsito - como os agentes da Companhia de Engenharia deTráfego (CET) - e também por cidadãos por meio do serviço 156, o telemarketing da Prefeitura. “Até o final do ano que vem, nós dependemos dessa comunicação”, afirmou Haddad.

“Todo semáforo tem uma tarja amarela com o número da identificação. Por contrato, a empresa não pode deixar de fazer o reparo em até duas horas depois da comunicação do problema, que começa a contar a partir da ligação”, explicou Haddad. Caso o defeito não seja reparado, a empresa pode ser multada.

Há duas semanas, a CET lançou um mapa que mostra ao vivo a situação dos 6 mil semáforos da capital paulista. Batizado de Sinal Verde, o serviço é atualizado pela central de operações da CET, que recebe informações dos agentes de rua. A ferramenta está no site da CET: www.cetsp.com.br.

Tudo o que sabemos sobre:
Fernando HaddadSemáforosCET

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.