Mesmo com tornozeleira, 226 não voltam a prisões após saída de fim de ano em SP

As tornozeleiras eletrônicas não impediram que 226 presos do Estado de São Paulo aproveitassem a saída temporária de fim de ano para escapar. Isso significa que 5,7% do total de 3.944 detentos que usaram o equipamento não retornaram à prisão após o fim da saída. Segundo a Secretaria de Administração Penitenciária (SAP), todos eles romperam a tornozeleira e, se forem capturados, voltarão a cumprir pena no regime fechado. A pasta informou que houve outros presos que romperam a tornozeleira e acabaram recapturados, mas não divulgou os números. No geral, 23.629 presos receberam o benefício da saída temporária de fim de ano e 1.681 (7,1% do total) não retornaram para as prisões.

, O Estado de S.Paulo

09 Janeiro 2011 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.