Meses de cobrança indevida

TELEFÔNICA/VIVO

O Estado de S.Paulo

13 Julho 2012 | 03h06

Corro o risco de ter os serviços prestados pela Telefônica/Vivo cortados porque a empresa faz cobranças indevidas e não é capaz de corrigir o erro. Em fevereiro me cobraram um valor muito superior ao contratado para uso de internet e ficaram de fazer a correção e enviar nova conta. Como a conta está em débito automático, foi feito o pagamento integral. Em março a conta não trazia o estorno e novamente o valor estava acima do normal. De novo, ficaram de corrigir o erro. No entanto, a conta com vencimento em 26 de março chegou só em 2 de abril! Liguei e a atendente disse que eu deveria pagar a conta e, no mês seguinte, entrar em contato para reaver os juros que seriam cobrados. A fatura com vencimento em abril, na qual prometeram creditar os valores pagos a mais em fevereiro, além de não constar o estorno, trazia novamente a cobrança abusiva. Resumo: a Telefônica/Vivo faz cobranças indevidas por três meses consecutivos, compromete-se a devolver o valor pago, mas não o faz e, na única conta emitida com o valor correto, a postagem é feita após a data de vencimento!

GIOVANNA RODRIGUEZ / SÃO PAULO

A Telefônica/Vivo informa que regularizou a situação da leitora.

A leitora desmente: Após recorrer à Coluna, fui informada de que o valor cobrado indevidamente seria estornado e as cobranças indevidas, extintas. Eis que recebo outra fatura com mais uma cobrança indevida! Estão sendo cobrados R$ 297,04 pelo uso extra de internet em junho. Como, se meu plano é de R$ 19,90 com uso ilimitado? Após 20 minutos de espera para falar na ouvidoria da empresa, a ligação caiu.

NET - DESRESPEITO

Ligações e ofensas

Estou recebendo ligações diariamente da NET, muito mal-educadas e em horários impróprios! Ligam às 20h30 e, quando pergunto do que se trata, a resposta é grosseira. Em outra ocasião, a atendente não se identificou, falou meu nome completo e disse apenas que havia uma conta em atraso. Falei que a conta estava paga e a atendente passou a gritar palavrões e ainda me xingou de "caloteira". Fiquei chocada com a postura da funcionária! Que tipo de treinamento é dado a esses funcionários? Que tipo de supervisão é feito por essa empresa? Já que a ligação é gravada, vou processar a NET! Que falta de respeito! Quero uma resposta digna a essas ofensas, feitas às 19h30, em minha casa, sem razão nenhuma.

MONIQUE F. DE ULHOA CANTO

/ GUARUJÁ

A NET informa que, em contato com a cliente, resolveu as questões citadas.

A leitora comenta: Uma representante da ouvidoria havia me ligado e prometido uma bonificação, mas isso não ocorreu, como constatei ao receber a nova conta. Essa representante da ouvidoria deixou um número de contato, mas ligo e ninguém atende. É um absurdo a falta de organização dessa empresa. E as ligações de cobrança persistem, sempre depois das 19 horas!

CLARO FIXO

Serviço cobrado duas vezes

Em 22 de fevereiro adquiri um aparelho livre da Embratel e o pagamento foi por meio de débito em cartão de crédito. Em 21 de março pedi o cancelamento do aparelho. Para minha surpresa, apesar de o aparelho não ter sido entregue, foram debitadas no meu cartão três parcelas! Pelo visto, eles aceitaram o cancelamento da compra, mas não da cobrança. Em 6 de maio liguei para reclamar e disseram que em três dias úteis um funcionário entraria em contato para solucionar o problema. Como ninguém ligou, em 22 de maio entrei em contato novamente e o atendente disse que não havia no sistema nenhuma compra no meu nome. Ele prometeu resolver o problema em três dias úteis. Vencido o prazo, liguei de novo e me pediram todas as informações que já havia passado nas queixas anteriores. Argumentei que era só verificar pelos protocolos, mas a atendente disse que nada podia fazer, se eu não passasse novamente todas as informações. A Claro, antiga Embratel, é uma empresa séria ou uma bagunça generalizada?

WALTER JUNQUEIRA / BARUERI

A Claro informa que a liberação do ressarcimento já foi direcionada à administradora do cartão de crédito do leitor.

O leitor reclama: Para minha surpresa e indignação, depois de ter recebido um telefonema da Embratel dizendo que seria ressarcido do valor cobrado indevidamente, este mês a fatura do cartão de crédito chegou com outra cobrança do aparelho. Ou seja, estão me cobrando duas vezes por um produto que cancelei!

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.