Mercedes em alta velocidade atropela e mata jovem em SP

Ocorrência na madrugada deste sábado foi em uma estrada de Santana de Parnaíba, na Grande São Paulo

O Estado de S. Paulo

31 Janeiro 2015 | 11h47

SÃO PAULO - Um universitário morreu após ter sido atropelado por um carro de luxo em alta velocidade em Santana de Parnaíba, na Grande São Paulo, na madrugada deste sábado, 31. Segundo a Polícia Civil, Leonardo Ferreira Camargo, de 18 anos, caminhava a pé por uma estrada com amigos, depois de sair de uma festa, quando foi atingido por uma Mercedes branca.

O motorista não parou para prestar socorro à vítima e fugiu. A ocorrência foi na Estrada do Paiol Velho, por volta da 0h10.

Mais tarde, a polícia conseguiu encontrar o automóvel no interior do Residencial 2 de Tamboré, em Barueri, cidade vizinha. O veículo, de acordo com o delegado plantonista Elizeu Quirino Ribeiro, da Delegacia de Polícia de Barueri, tinha traços de sangue e fios de cabelo.

"Pelo estado do veículo, parece que ele bateu em outro carro. A perícia informou que ele estava a bem mais de 60 km/h", diz o delegado. O ocupante do veículo era um jovem de 19 anos, preso pela polícia após confessar o atropelamento.

O carro que dirigia pertence ao pai de um amigo. O condutor alegou, conforme a polícia, que a estrada era escura e o local do acidente tinha uma curva, o que o impediu de ver a vítima. Em depoimento aos policiais, ele disse ainda que não parou para prestar socorro porque ficou com medo de ser agredido pelas pessoas que acompanhavam Camargo.

O condutor será indiciado por homicídio culposo na direção de veículo automotor. Ribeiro vai solicitar em seu indiciamento que a pena seja aumentada em mais um terço ou metade do total, que é de quatro anos, já que não prestou socorro à vítima.

Mais conteúdo sobre:
Santana de Parnaíba

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.