Mensalidade de escola motivou rapto há 6 anos

A polícia prendeu ontem, em São Miguel Paulista, na zona leste de São Paulo, Roberto da Silva Lucena, acusado de participar em 2006 do sequestro do filho de um dono de escola em Arujá. Foragido da Justiça, Lucena disse que o ex-cunhado, Adenílson Alves de Brito, morava no mesmo condomínio que o dono da escola, ficou revoltado por não receber desconto na mensalidade dos filhos, e então planejou o sequestro da criança, de 6 anos, como vingança. Sete dos 14 acusados pela Justiça estão foragidos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.