Menores são presos ao manter refém em Higienópolis

Um dos criminosos que abordaram a vítima no semáforo portava uma garrucha

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

22 Julho 2011 | 02h02

SÃO PAULO, 22 - Quatro adolescentes foram detidos, às 20h40 de quinta-feira, 21, cerca de 10 minutos após renderem uma promotora de eventos, de 29 anos, no semáforo da Rua Alagoas, próximo à Avenida Angélica, em Higienópolis, região centro-oeste da capital paulista.

Armados com uma garrucha antiga, os criminosos, com idades entre 14 e 16 anos, abordaram a vítima, que estava ao volante de um Pajero prata e entraram no veículo, obrigando a promotora a permanecer na direção do utilitário esportivo, mas não sabiam que uma testemunha já ligava para o 190. Policiais militares do 4º Batalhão conseguiram localizar o veículo e detiveram o quarteto na Avenida Francisco Matarazzo, em frente ao Supermercado Sonda, próximo ao Parque da Água Branca.

"No momento em que perceberam a aproximação da viatura os bandidos disseram à vítima que iriam matá-la caso ela parasse o carro, mas, em razão do trânsito ruim, não teve como. Para a própria segurança dela, a vítima ainda disse que eles deveriam ficar tranquilos pois, caso a PM abordasse o veículo, diria que eram todos amigos dela e que iriam jantar juntos", relatou o tenente PM Datti.

Ao parar no congestionamento, vítima e bandidos então foram abordados pela viatura. Já sabendo que o veículo era ocupado por assaltantes, os policiais deram voz de prisão. Sem resistir, os menores se entregaram e foram encaminhados ao 23º Distrito Policial, de Perdizes. "Dois deles já têm passagem pela Fundação Casa. Disseram que a intenção era abandonar a vítima em outro lugar e depois fugiriam com o veículo", acrescentou o oficial da PM.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.