Menores que agrediram jovens na Paulista deixam Fundação Casa

Os pais dos menores obtiveram na Justiça de São Paulo liminar que concedeu liberdade provisória a todos

Anne Warth, Agência Estado

15 de novembro de 2010 | 15h44

Os quatro menores acusados de agredir três jovens na Avenida Paulista na manhã do domingo, 14, deixaram no início da tarde de quinta-feira, 15, a Fundação Casa do Brás, para a qual foram encaminhados na noite de ontem.

 

De acordo com informações da assessoria da imprensa da Fundação Casa, os pais dos menores obtiveram na Justiça de São Paulo liminar que concedeu liberdade provisória a todos.

 

Os quatro menores, além de um quinto jovem maior de idade, são acusados de agredir com socos, pontapés e lâmpadas fluorescentes três jovens na região da Avenida Paulista. A suspeita é de que as agressões foram motivadas pelo fato de as vítimas serem ou estarem acompanhadas de homossexuais, o que tipifica um crime de homofobia.

 

Os quatro menores vão responder em liberdade por ato infracional perante a Vara da Infância e da Juventude. O quinto acusado, de 19 anos, foi indiciado por lesão corporal gravíssima e formação de quadrilha e está preso no 2º Departamento de Polícia, no bairro do Bom Retiro, na capital paulista.

 

O caso está sendo investigado pelo 5º Distrito Policial, do bairro da Aclimação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.