Menor preso confessa ter matado turista nas Astúrias

Rapaz é identificado após investigações e informações da polícia e preso em sua casa, no bairro da Santa Rosa 3

Rejane Lima, de O Estado de S.Paulo,

11 de dezembro de 2007 | 15h30

Foi preso no final da tarde de segunda-feira, 10, no Guarujá, na Baixada Santista, um adolescente de 16 anos que confessou ter matado o turista Diego Engel Leite, de 29 anos, que morreu durante assalto no último dia 25 na praia das Astúrias. De acordo com o delegado titular de Guarujá, Claudio Rossi, o menor foi identificado após investigações e informações da polícia. Ele foi preso em casa, no bairro da Santa Rosa 3. "Ele já foi reconhecido pelas testemunhas e confessou o crime", disse Rossi, informando que a arma usada não estava no local indicado - um manguezal próximo a casa do menor. "Lá encontramos apenas a camisa que ele usou no dia do crime, mas os Bombeiros continuam procurando a arma." O menor, que não tinha passagem pela polícia, está preso na carceragem da delegacia sede do município, mas deve ser transferido para a Fundação Casa (antiga Febem) ainda nesta terça-feira. Leite era programador e morava em São Paulo. Ele estava saindo da praia na tarde de domingo, 25 de novembro, quando dois bandidos abordaram o seu tio para roubar uma corrente de ouro. Um dos ladrões acabou atirando quando o tio reagiu, mas o disparo atingiu Diego. O rapaz chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos. A polícia prossegue as investigações e já tem pistas de quem é o comparsa do menor preso.

Tudo o que sabemos sobre:
AssassinatoSantos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.